TecMinho 30 Anos Mini-site
Oportunidades TecMinho
APCER Certificados da Qualidade

Bio2Skin, o adesivo que não cola

http://besthealth4u.pt

Quando Sónia Ferreira iniciou a tese de mestrado em Engenharia Biomédica, o tema estava decidido havia muito tempo: criar um produto que melhorasse a qualidade de vida dos doentes ostomizados.

A ostomia é um procedimento cirúrgico que possibilita a comunicação entre um órgão interno e o exterior do corpo. Estima-se que existam cerca de 8 milhões de doentes ostomizados em todo o mundo.

Aqueles que foram submetidos a intervenções devido a problemas na bexiga ou no intestino necessitam de transportar um saco para os dejetos, o qual tem que ser fixado com um adesivo. E é aqui que surge um dos principais problemas: colocar e remover, diariamente, um adesivo de 10x10 cm tem efeitos nefastos para as células cutâneas.

Sónia decidiu criar um adesivo que aproveita as caraterísticas da pele. Chama-se “Bio2Skin”, é fabricado com materiais biológicos e estabelece ligações de hidrogénio com a água que existe na pele. Enquanto que outros adesivos colam em qualquer superfície, o Bio2Skin adere apenas a superfícies com uma grande quantidade de água. Funciona como uma espécie de íman.

A motivação de Sónia para esse projeto era pessoal. Uma familiar sua fora submetida a uma intervenção de remoção da bexiga, aos sete anos, por malformação congénita. Sónia teve a oportunidade de acompanhar o processo e de constatar o sofrimento que os adesivos causam. As células da pele vão sendo arrancadas com o processo de remoção do adesivo e, periodicamente, é necessário colocar uma sonda para se tratar a área afetada.

Ironicamente, a tese de mestrado não foi entregue, mas o projeto avançou para o meio empresarial. Em 2014, Sónia começou a estudar a viabilidade de um possível negócio, baseado no novo tipo de adesivo que criara. Consultou profissionais de saúde e da área dos materiais, no sentido de apurar a recetividade a este tipo de produto. As enfermeiras estomoterapeutas, que contactam permanentemente com a realidade dos ostomizados, confirmaram que existe uma grande lacuna no mercado.

Sónia esteve sozinha dois anos, até que Nélson Oliveira, engenheiro de polímeros, se juntou ao projeto. Foi criada a BestHealth4U, empresa cujo modelo de ne¬gócio prevê o licenciamento desta tecnologia para produção em larga escala. Atualmente, a equipa conta com seis pessoas.

Depois da certificação do Bio2Skin quanto à biocompatibilidade, serão realizados os estudos clínicos com apoio do Grupo José de Mello Saúde. O projeto totaliza, até ao momento, um investimento de 250 mil euros.

Sónia Ferreira

Sónia Ferreira, criadora do Bio2Skin

 

« Voltar a "Casos Práticos de Sucesso"

 
Autenticação
Utilizador:
Password:
 
Novo registo
Recuperar Password
 
Acesso a Plataformas
 
Newsletter TecMinho
Subscrever
 
TecMinho no Twitter