A Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento – TecMinho foi constituída em 24 de Julho de 1990, no seio da Universidade do Minho, apresentando-se como a sua primeira Interface. Evoluindo ao longo destes 30 anos de existência, a TecMinho tem-se pautado por uma dinâmica inerente ao que desenvolve na academia, e pela interação com o contexto externo, em especial o económico e o social. A TecMinho promove, durante o ano de 2020, as comemorações do seu 30º Aniversário. Um conjunto de eventos/iniciativas, que decorrerão ao longo do ano, representam aquilo que durante os últimos 30 anos foram o reflexo da nossa atividade, mas também o nosso posicionamento para aquilo que será o futuro.

Eventos

11
Mar
Espaço B-Lounge
Biblioteca da UMinho
Campus de Azurém
Guimarães
IdeaLab.
O Laboratório de
Ideias de Negócio.
Enquadrada nas comemorações dos 30 anos da TecMinho, a sessão final da 22ª edição do IdeaLab - Laboratório de Ideias de Negócio terá as mais recentes ideias de negócio da Universidade do Minho, que serão apresentadas a um painel de convidados e peritos representantes da Beta Capital, da Câmara Municipal de Esposende, do IAPMEI e da Venture Catalysts. No evento teremos também um caso de sucesso de um Alumni da UMinho.
Informação e Inscrições
14h00
Receção
14h15
Abertura
Professor Eugénio Ferreira
Vice-Reitor para a Investigação e Inovação da Universidade do Minho
14h30
Apresentação de um caso sucesso de um Alumni da UMinho
Bruno Santos
Fundador da Venture Catalysts, da Abyssal e CEO da IMMUNETHEP
14h45
Ideias de Negócio do IdeaLab:
2ndSkin
Desenvolvimento de soluções avançadas para o tratamento e proteção ativa de lesões na pele.
15h05
Explorar - Historical Experience App
Uma aplicação móvel interativa para explorar Cidades Históricas e visualizar o Património Arquitetónico em diferentes épocas do passado.
15h25
Forumo - Changing Social Landing
Consultadoria sociológica focada na recolha e análise de dados para promover o desenvolvimento local sustentável, através de soluções personalizadas para atores estratégicos de âmbito local.
15h45
Grazzi
Possibilitar a introdução de rebanhos nas explorações agrícolas, equipados com dispositivos que impeçam as ovelhas de ingerirem alimento acima dos 30cm do solo, sem prejudicar a cultura da exploração instalada e os animais.
16h05
SafeOutfit
Marca de vestuário infantil que visa a promoção da segurança aliada ao design por incorporação de um dispositivo de prevenção de afogamento na peça de roupa casual.
16h25
Saferfood
Desenvolvimento de soluções inovadoras que permitem aumentar o tempo de prateleira de alimentos frescos, melhorando assim, a qualidade e a segurança no seu consumo.
16h45
SensInsole
Desenvolvimento de palmilhas multifuncionais que permitem uma monitorização e sensorização em tempo real do posicionamento do pé.
17h05
To Be cyan
Marketplace de descarte e partilha de vestuário com o objetivo de o valorizar e promover a sua reutilização, upcycling e reciclagem, através de uma solução tecnológica [app e plataforma].
17h25
Encerramento e Networking
26
Fev
O papel das Interfaces no Contexto Científico e Económico.

"O Papel dos Interfaces no Contexto Científico e Económico" foi o tema escolhido para o workshop que inicia as comemorações do 30.º aniversário da TecMinho, aquela que é uma das mais antigas estruturas universitárias de transferência de conhecimento em Portugal, e a primeira interface da Universidade do Minho. O evento, decorrido no espaço B-Lounge da Biblioteca, na Universidade do Minho em Guimarães, debateu a visão atual da relevância que as instituições de interface entre a Universidade e Comunidade têm nos ecossistemas de inovação, e perspetivas para o futuro.

Filipe Soutinho (diretor-geral da TecMinho) abriu a sessão, contextualizando o workshop no papel que a TecMinho, como interface, tem vindo a desempenhar ao longo da sua história, "trabalhando e analisando tudo o que é desenvolvido no contexto académico e científico e, refletindo isso para o meio empresarial".

Testemunhos

A TecMinho tem evoluído muito positivamente e cumprido a sua missão com elevado desempenho. O sucesso alcançado pela TecMinho deve-se à enorme contribuição dada pelos colegas e amigos Professores Altamiro Machado e Jaime Ferreira da Silva, que, em muito, contribuíram para o seu sucesso, bem como à enorme dedicação, empenho e competência da sua equipa que no dia a dia são a alma desta unidade de interface de referência internacional da qual me orgulho de ter sido cofundador e 1º presidente.

Foto Mário de Araújo
Mário de Araújo
Cofundador e 1º Presidente da TecMinho

Ao responder ao desafio de falar sobre a TecMinho tive que recuar ao ano de 2004! Um tempo em que não se falava de e-learning e indústria 4.0, mas de e-learning 1.0 que girava à volta da disponibilização de conteúdos na plataforma MOODLE. Recuei ao profícuo curso que fiz sobre SCORMS e que foi promovido pela TecMinho. Eu procurava aprender e a TecMinho foi um parceiro sempre presente, desde o início do meu percurso nos ambientes de formação digital. Vem-me à memória momentos ricos de trabalho, colaboração e amizade, tendo sempre como pano de fundo a criação de conhecimento sobre o e-Learning, num crescimento mútuo.

Foto Paula Peres
Paula Peres
Docente no Instituto Politécnico do Porto

Como ex-aluno da Universidade do Minho, assim como empreendedor e gestor da XZ Consultores, sempre reconheci na TecMinho uma Organização consistente, competente, implicada e resiliente, assumindo uma missão fundamental para a valorização do conhecimento produzido na universidade, para o reforço da transferência tecnológica e para a promoção do empreendedorismo e constituindo, inequivocamente, um exemplo, não apenas para o mundo científico, mas também para o tecido empresarial.

Foto Júlio Faceira
Júlio Faceira
Administrador da XZ Consultores

The collaborations with TecMinho brought to Eucen understanding and expertise in the area of eLearning pedagogies. The contribution of TecMinho to EU-funded projects such as IMPLEMENT was determinant to enhance the totally online products developed by the consortium and guided Eucen towards the world of “digitalisation”.

Foto Carme Royo
Carme Royo
Diretora Executiva da EUCEN

O papel da TecMinho em áreas tão diversificadas como as que constam do seu portfólio tem sido louvável. Destaco, pelo meu conhecimento mais próximo, as intervenções de formação e consultoria em empresas, o proficiente apoio ao empreendedorismo, a transferência de tecnologia; e, sempre, a aptidão para realizar de facto a interação entre a sociedade e a academia.

Foto Álvaro Cristóvam
Álvaro Cristóvam
Consultor e CEO da APC-Consultores

O contributo da TecMinho na área da formação online e a distância, 30 anos volvidos, é hoje visto como um esforço notável e pioneiro, num tempo em que o e-learning não estava difundido em Portugal nem era ainda aceite de forma credível. Mas o caminho estava certo e a reputação foi conquistada ao longo de três décadas, com o mercado a procurar e a confirmar a necessidade das soluções em rede.

Foto José Bidarra
José Bidarra
Docente da Universidade Aberta

Curiosidades

Em quais destas tipologias de edifícios históricos é que a TecMinho nunca se encontrou localizada?

Com a exceção de museus, a TecMinho já teve instalações em palácios - desde a sua fundação em 1990 até 2002 esteve sediada no Palácio Vila Flor (https://goo.gl/maps/32mSAsdMBE5Px9EF6) em Guimarães - e em Castelos - entre 2001 e 2006 as instalações do pólo de Braga estiveram localizadas no Edifício do Castelo (https://goo.gl/maps/1n6F11skXt1C9FsF9). Atualmente, as instalações em Braga encontram-se localizadas num convento, mais concretamente o Convento dos Congregados (https://goo.gl/maps/XdtyKsLJUQ2MTaoa6) em plena Avenida Central. Não temos planos para de nos instalar num museu, mas uma exposição dos marcos da TecMinho é plausível que possa acontecer num espaço desses.

Qual destes cursos nunca foi implementado pela TecMinho?

O curso “Cirurgião de árvores” teve não uma, mas duas edições, ambas no início de 2015 e implementadas no âmbito do Plano de Formação de Administração Pública Local, contando com a participação de 24 formandos provenientes da Câmara Municipal de Braga e de Barcelos. Já o curso de “Condução defensiva” teve 3 edições, uma em 2008 e outras duas já mais recentemente em 2017/18, ambas no âmbito da Formação Intra Organizacional, abrangendo mais de uma centena de formandos. Por fim, e ainda mais exótico, foi o curso de “Piloto privado de helicóptero” em 2013, no âmbito de uma iniciativa da UMASA - Academia de Ciências Aeronáuticas da Universidade do Minho em parceria com o IFA (Instituto de Formação Aeronáutica) tendo um único formando. Atualmente, não temos previsão para uma possível implementação do curso “Cozinha para não cozinheiros”, mas esteja atento ao nosso site!

Contactos

Caso pretenda mais informações, por favor contactar 30anos@tecminho.uminho.pt.

TecMinho - Universidade do Minho
Campus de Azurém
4810-058 Guimarães

T. +351 253 510 590/6
M. 30anos@tecminho.uminho.pt